Dr. Alesson Bernini

Osteoporose

DR. ALESSON BERNINI
ARTIGO

Osteoporose

A osteoporose é caraterizada por uma diminuição da resistência dos ossos que passam a sofrer maior risco de fraturas mesmo com traumas muito pequenos, que em uma pessoa normal, não causaria grandes problemas.

Isso acontece porque, com o passar dos anos, nosso organismo vai perdendo parte da substância mineral (formada principalmente por cálcio) que constituem os nossos ossos. Essa substância é responsável pela resistência e sua diminuição acabam por deixar os ossos mais fracos.

Dr. Alesson Bernini

A osteoporose é uma doença muito comum, que afeta mais de 200 milhões de pessoas em todo o mundo. É mais comum nos idosos, principalmente nas mulheres na pós-menopausa.

Ela não causa sintomas como dores e fraqueza. É uma doença silenciosa que em muitas situações é descoberta quando já não é possível preveni-la, isto é, quando o paciente tem uma fratura por fragilidade óssea.

Quando ocorrem, essas fraturas podem se tornar uma importante causa na diminuição da qualidade de vida do paciente.

Por isso, é muito importante tratar osteoporose a tempo, evitando as temidas fraturas no fêmur, punho e coluna, que são as mais frequentes nestes pacientes.

O diagnóstico é realizado através da avaliação do histórico do paciente, de exames clínicos e laboratoriais, além da densitometria óssea.

A densitometria óssea é um exame que permite avaliar a quantidade de substância mineral no osso. Resumindo, avalia se osso está mais ou menos fraco e consequentemente se o risco de acontecer fraturas é maior ou menor.

O tratamento deve ser individualizado para cada paciente, levando-se em consideração o resultado dos exames e fatores pessoais (peso, altura, tabagismo, doenças prévias, etc.). Geralmente é realizado com uso de medicações e suplementação de nutrientes importantes como cálcio e vitamina D.

Portanto é aconselhável que mulheres acima dos 40 anos e homens acima dos 50 façam uma avaliação médica de rotina para identificação de fatores que possam aumentar a chance de terem osteoporose. Neste atendimento é avaliada a necessidade da realização da densitometria óssea ou de suplementação de cálcio ou vitamina D, além das orientações para o dia a dia para evitar a osteoporose.

Lembre-se: prevenir é melhor que remediar!

Para finalizar, deixo aqui dicas para todas as pessoas, de todas as idades, cuidarem de seus ossos e assim diminuírem as chances de ter osteoporose:

– Faça atividade física regularmente (isso aumenta a massa óssea em qualquer idade)
– Tenha uma alimentação saudável, rica em cálcio (principalmente leite e derivados)
– Tome sol – a luz solar ativa a vitamina D (mas lembre-se de todos os cuidados ao se expor ao sol)
– Para os mais idosos: evite quedas! Vale tudo para atingir esse objetivo: uso de bengalas/ andadores, apoio nas paredes de casa, principalmente nos banheiros, uso de calçados seguros e firmes, retirar objetos escorregadios, cuidar da visão, etc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 1 =